Em fevereiro de 2017, a reformulação do Ensino Médio foi aprovada pelo Senado e sancionada pelo presidente Michel Temer. A proposta tem por objetivo modernizar e flexibilizar a estrutura do sistema atual e ser instrumento importante para melhorar a educação no País. 

O novo modelo visa aproximar o aluno da realidade do mercado de trabalho e ainda desenvolver habilidades aliadas aos estudos. Além disso, garantirá ao jovem autonomia em relação ao seu futuro profissional, pois, a partir de agora, ele poderá escolher exatamente o que deseja estudar. 

A seguir, esclarecemos o que muda de agora em diante e como essas mudanças podem ser muito vantajosas para a educação de nossos filhos. Vamos lá?

O que é a reformulação do Ensino Médio?

Trata-se de um conjunto de novas diretrizes para o Ensino Médio, elaboradas pelo Ministério da Educação (MEC) e propostas por meio da Medida Provisória n° 746, em setembro de 2016. As mudanças são válidas para escolas públicas e privadas e poderão ser observadas apenas a partir de 2019.

A reforma é considerada um marco para o ensino brasileiro e seu anúncio gerou grande repercussão no meio educacional. Segundo o MEC, as alterações ocorrem com o intuito de tornar essa etapa educativa mais atraente ao jovem e, consequentemente, contribuir para o fim da evasão escolar. Com isso, o governo espera que o Ensino Médio esteja mais conectado às reais necessidades e expectativas dos jovens. A última grande reconfiguração dessa etapa do ensino aconteceu em 1996, ano em que a Lei de Diretrizes e Bases da Educação foi aprovada.

Afinal, o que está determinado nesse novo modelo?

O projeto prevê, principalmente, alterações na configuração do currículo escolar do Ensino Médio em que 60% da grade escolar será definida pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e os 40% restantes preenchidos por itinerários formativos.

Mas, o que isso significa? A partir de agora, o aluno poderá definir em qual percurso formativo pretende se aprofundar. Serão oferecidas 5 áreas e a escolha se restringe a apenas uma. Veja quais são os itinerários disponíveis:

  • ciências humanas e sociais aplicadas;

  • ciências da natureza e suas tecnologias;

  • matemática e suas tecnologias;

  • linguagens e suas tecnologias;

  • formação técnica e profissional. 

O currículo pode estar mais flexível e moderno, mas existem 3 disciplinas que serão indispensáveis ao longo dos anos do curso: Português, Matemática e o Inglês (oferecido obrigatoriamente a partir do 6º ano do Ensino Fundamental). Se a escola optar por ministrar uma segunda língua estrangeira, ela deve ser, de preferência, o espanhol, porém, isso não é obrigatório.

É importante destacar que o texto da reformulação do Ensino Médio não menciona em nenhum momento o fim de disciplinas como Artes, Educação Física, Sociologia e Filosofia. As matérias continuarão sendo ministradas, mas com turnos reduzidos.

Como funciona a formação técnica e profissional?

A formação técnica e profissional oferece aos estudantes oportunidades de aprendizagem e desenvolvimento em paralelo aos estudos. Se optarem por esse itinerário formativo, ao final dos 3 anos de curso, terão um diploma do Ensino Médio e também um certificado do Ensino Técnico.

A reforma permitirá, ainda, que os jovens tenham contato com especialistas de “notório saber”, que ministrarão aulas apenas durante a capacitação profissional. De acordo com o MEC, essa questão não deve interferir nas matérias convencionais do currículo escolar, tampouco prejudicará os demais professores. 

Mas e a carga horária do Ensino Médio?

A ideia é que, progressivamente, as escolas adotem um ensino em tempo integral. Hoje, a carga horária obrigatória é de 800 horas por ano, o que equivale a 4 horas diárias. A reforma prevê, em até cinco anos, um aumento de 1.000 horas anuais, totalizando 5 horas por dia.

O objetivo, no entanto, é alcançar 1.400 horas por ano, totalizando 7 horas diárias. Configurando, assim, o ensino em tempo integral. O texto da reformulação, entretanto, não impõe que o modelo de ensino seja implantado em todas as escolas do país.

Quais as vantagens da reformulação do Ensino Médio?

Além de propor a ampliação gradual do ensino em tempo integral, a reforma flexibiliza a grade curricular do Ensino Médio brasileiro e traz 5 novos itinerários formativos.

A formação técnica e profissional é uma das maiores vantagens do novo modelo. A capacitação pode auxiliar os estudantes na escolha por uma carreira, além de permitir que assumam mais autonomia e protagonismo em suas vidas escolares. Com isso, a participação em sala de aula tende a ser muito mais efetiva e o rendimento do aluno pode, inclusive, melhorar. Afinal, ele estará concentrando seus esforços em conteúdos que estão em conformidade com suas expectativas, necessidades e desejos profissionais.   

Contudo, é importante acalmar o jovem em relação à futura decisão — ela não precisa ser definitiva. Com tantas possibilidades à vista, e inúmeros cursos e formações disponíveis, não é incomum que ele mude de ideia sobre qual carreira pretende seguir. Afinal de contas, muitas coisas podem acontecer durante esse percurso, não é mesmo?

Como podemos escolher um ensino de qualidade?

Independentemente da decisão tomada, é primordial sempre ter em mente a importância de buscar para nossos filhos uma escola que ofereça um ensino de qualidade — desde a Educação Infantil até o Ensino Médio. E, para tomar essa decisão, é preciso considerar alguns pontos importantes, como:

  • os valores da instituição;
  • infraestrutura, localização e segurança da escola;
  • planejamento pedagógico oferecido, corpo docente e materiais didáticos disponíveis;
  • alimentação e higiene;
  • rendimento escolar dos estudantes já matriculados.

Assim, sabendo que a reformulação do Ensino Médio traz benefícios para o aprendizado dos adolescentes — tornando-os mais preparados para o mercado de trabalho, envolvendo-os cada vez mais no processo de aprendizado e permitindo que sejam mais conscientes de suas escolhas – esperamos que as mudanças cumpram seu intento: tornar a educação do Brasil melhor e igualitária.  

Agora que você já conhece os principais pontos da reforma do Ensino Médio e como as mudanças podem ser muito vantajosas para a formação de nossos filhos, que tal entrar em contato conosco e conhecer a nossa escola e proposta de ensino? Vamos ficar felizes com o seu contato!

Autor

Tudo que você precisa saber sobre educação de qualidade para construir um futuro melhor.

Escreva um comentário