Nos dias atuais, a escola tem apresentado um papel cada vez mais importante na educação alimentar de seus alunos. Isso quer dizer que a relação dos estudantes com o alimento se desenvolve não somente dentro de casa, mas também em um ambiente escolar. Nesse sentido, é fundamental que a família também participe nesse debate.

No texto de hoje, conheça os principais benefícios que a educação alimentar nas escolas pode oferecer aos alunos. Continue lendo e entenda mais sobre o assunto!

Entenda a importância da educação alimentar nas escolas

A alimentação saudável é um tema que vem ganhando força dentro das escolas e, com isso, tem passado a fazer parte integrante do currículo escolar. Esse fato se deve a uma atuação mais contundente sobre questões de combate à desnutrição e obesidade, com as escolas assumindo cada vez mais o seu papel de agente transformador.

Visto que o ambiente escolar é totalmente favorável para o acompanhamento do desenvolvimento de crianças e adolescentes, investir em hábitos alimentares saudáveis são práticas que exercerão influência positiva na vida dos alunos. Além disso, uma alimentação regrada, aliada a profissionais preparados e espaços adequados, faz parte do processo de aprendizagem.

Ao tornar esse tema parte da proposta pedagógica das escolas, torna-se responsabilidade dos estabelecimentos de ensino construir hábitos alimentares que se relacionem aos valores cristãos que a instituição considera importantes e também o enriquecimento da inteligência socioemocional de seus estudantes, de forma que esse quesito desenvolva integralmente os seus alunos.

Veja porque este trabalho envolve escola e família

O “Guia alimentar para a população brasileira” é o documento desenvolvido por especialistas para conscientizar sobre a importância do alimento na sociedade. Nele, constam dados sobre questões alimentares do nosso país, bem como instruções de conduta para a população. Não é por acaso que, ao falar sobre esse tema, o texto mencione, também, a posição dos pais.

Uma educação humanista supõe que a escola deve atuar em comunicação com a família. Assim, os pais podem — e devem — exigir clareza da instituição escolar. E qual o cuidado mais fundamental do que aquele dedicado à saúde do seu filho? Por isso, é importante conhecer o tipo de dieta oferecida a ele.

Os exemplos dados em casa, com certeza, ecoarão na alimentação fora dela. Entretanto, os pais também devem considerar o contrário. O que o seu filho aprende na escola, ele repete em casa, e com a alimentação não é diferente. Por isso, as políticas de uma boa escola devem considerar a educação alimentar como tarefa pedagógica.

Conheça os benefícios que uma alimentação saudável pode oferecer

Diversos fatores podem refletir diretamente na evolução do aprendizado dos alunos, e ainda fomentar a construção de valores pessoais significativos na vida de um ser humano. Afinal, promover uma educação alimentar nas escolas permite que os estudantes tenham uma base sólida para o seu futuro, atuando na construção de uma sociedade mais humana.

Confira, a seguir, alguns dos proveitos desse tipo de trabalho.

1. Mudança de hábitos

A educação alimentar ensina a criança os benefícios dessa rotina. Assim, ela pode estender esses conhecimentos para outras áreas da vida, adquirindo melhor consciência do seu próprio corpo. Isso faz com que ela se desenvolva nas atividades do dia a dia, desde os estudos, às brincadeiras e esportes, inserindo-os em uma rotina otimizada.

2. Conscientização

A educação alimentar nas escolas pode ensinar as crianças tanto a não desperdiçarem alimentos, quanto a importância da nutrição e da higiene, assim como o cuidado com o meio ambiente. Trata-se de condições necessárias a todos, formando a base para o seu futuro na sociedade como cidadãos humanistas.

3. Melhores escolhas

Tratar a educação alimentar nas escolas ajuda o seu filho a aprender o valor de administrar o próprio alimento. Sabemos que a escolha das crianças por alimentos menos saudáveis se dá, sobretudo, por falta de educação alimentar. Este problema reflete-se também em outras áreas da vida. Portanto, valorize as pequenas escolhas diárias de seu filho, elas fazem dele um cidadão mais crítico.

4. Mais autonomia

A educação alimentar nas escolas pode instruir sobre conhecimentos básicos de culinária, desde higiene até o preparo — dentro das limitações etárias. Uma criança consciente sobre o processo que leva o alimento até o seu prato, os valores de cada alimento e os períodos de cada refeição, com certeza, possui maior independência.

5. Boa relação com a comida

É natural que crianças e adolescentes possam apresentar dificuldades de se relacionar com a comida, especialmente aqueles que costumam rejeitar ou que até mesmo não conhecem certos tipos de alimentos.

Nesse sentido, é muito importante a flexibilidade dos responsáveis pela cozinha, afinal, tornar as refeições mais saudáveis pode ser uma tarefa complicada, mas extremamente necessária.

Por isso, a participação dos estudantes no processo de preparo pode estabelecer um vínculo benéfico para todos. Além do mais, o envolvimento de toda comunidade escolar é fundamental para se ter uma educação alimentar bem-sucedida nas escolas.

A hora da refeição também é hora de aprender. Ao se alimentar na escola, a criança desenvolve noções valiosas para sua vida adulta, tais como: conviver em sociedade, ao se sentar com outros colegas de classe e partilhar do momento da refeição; o respeito, ao lidar com os profissionais; e a consciência, especialmente em relação ao desperdício.

Estes são alguns dos motivos que colocam a educação alimentar na base da formação do sujeito. Incluí-la nas escolas compreende pensar o mundo de forma mais humanizada. Assim, a sociedade, a partir de uma tarefa tão essencial como a educação alimentar nas escolas, dá um passo para uma vida com mais qualidade.

É imprescindível que a escola invista prioritariamente em uma política alimentar responsável. Por isso, na hora de escolher o ambiente ideal para o seu filho estudar, tenha sempre em mente questões como essa. Afinal, é ali que ele vai passar a maior parte do dia, longe do seu olhar. Portanto, leia, pesquise, se conscientize. Depois, questione, discuta e verifique.

Achou interessante as dicas e informações sobre educação alimentar nas escolas, que trouxemos neste texto? Então, entre em contato conosco e confira todas as soluções que nossa instituição tem a oferecer.

Centro Educacional Logos
Autor

Tudo que você precisa saber sobre educação de qualidade para construir um futuro melhor.

Escreva um comentário

WhatsApp
Compartilhar
Twittar
Email