Como sabemos, o Enem — Exame Nacional do Ensino Médio — deixou de ser uma prova avaliativa e se tornou o principal meio de ingresso no ensino superior. É por essa razão que agora, mais do que nunca, é imprescindível fazer uma boa preparação para o exame, pois uma boa nota garantirá oportunidades em universidades públicas, particulares, cursos técnicos e até uma formação no exterior.

Participar dos dois dias de prova ganhou tanta importância que, atualmente, muitas universidades aboliram seus processos tradicionais de vestibular e passaram a considerar apenas a pontuação do estudante no exame. Então, para conseguir entrar na instituição desejada, também é necessário saber onde usar a nota do Enem.

Sendo assim, continue acompanhando este post. Aqui, elaboramos uma lista com os principais programas que permitem utilizar a nota do Enem. Confira!

1. Fies

O Fundo de Financiamento Estudantil surgiu como uma iniciativa do governo. Seu objetivo é gerar oportunidades para que as pessoas de baixa renda consigam cursar uma faculdade particular. Aqueles que foram beneficiados com o programa podem financiar o valor do curso e começar a pagar apenas depois de formados.

Inicialmente, todos que atendiam aos requisitos do programa eram beneficiados com o financiamento. Recentemente, o Fies passou por uma série de reformulações e hoje os candidatos são selecionados com a nota do Enem — sendo que as vagas são limitadas.

O programa aceita o uso de qualquer nota do Enem desde 2010. O candidato precisa ter tirado no mínimo 450 pontos nas provas e a nota da redação deve ser maior que 0. Além disso, a renda bruta da família não pode ultrapassar 2,5 salários mínimos por pessoa.

2. Sisu

O Sistema de Seleção Unificada é um processo seletivo informatizado que classifica estudantes de todo o país para o ingresso em universidades públicas. Segundo o programa, a nota usada do Enem precisa ser a do exame realizado na edição mais recente.

Durante o período de inscrições, que pode ocorrer duas vezes no ano — em janeiro e em julho —, o estudante pode verificar as vagas disponíveis e escolher o curso e a universidade do seu interesse. A única exigência para participar do Sisu é não ter zerado a redação, porém cada universidade tem um ponto de corte diferente para seus cursos.

Os inscritos no programa concorrem diretamente apenas com outros candidatos que escolheram a mesma universidade, curso, turno e modalidade — cotas ou livre concorrência. Os aprovados serão aqueles que obtiverem a maior nota no exame.

3. Prouni

Também voltado para as famílias de baixa renda, o Programa Universidade para Todos oferece bolsas de 50% e 100% para estudantes sem condições financeiras de pagar uma universidade particular. Para poder participar do Prouni, o candidato precisa ter feito, pelo menos, 450 pontos na edição mais recente do Enem.

Os participantes não podem ter nenhum diploma de ensino superior, além de precisarem comprovar que a renda familiar não ultrapassa 3 salários mínimos por pessoa. Semelhante ao Sisu, as inscrições do programa acontecem duas vezes ao ano.

4. Pronatec

O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego é mais um meio para usar a nota do Enem. Os cursos oferecidos pelo programa são gratuitos, sendo uma excelente opção para aqueles que não desejam cursar uma graduação tradicional, mas querem se especializar em uma determinada área após o término do ensino médio.

Quem oferece os cursos é o Sisutec (Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica). Para participar, basta não ter zerado a redação do Enem.

5. Concursos públicos

Para quem não sabe, alguns concursos do estado utilizam a nota do Enem na primeira fase. Na Paraíba, por exemplo, o concurso da Polícia Militar utiliza a nota do exame desde 2013 para a etapa teórica de classificação.

Em Minas Gerais, a Seplag (Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão) abriu, em 2016, um concurso para preencher as vagas de Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental e também usou a nota do Enem como classificação para a fase inicial. Portanto, se esse for o objetivo do seu filho, fique atento aos editais e às normas de inscrição.

6. Faculdade no exterior

Fazer um intercâmbio está entre os sonhos da maioria dos estudantes recém-saídos do ensino médio. No entanto, muitos não sabem o que fazer para alcançá-lo. Sendo assim, o Ministério da Educação tem firmado acordos com universidade e instituições portuguesas para que a nota do Enem possa ser utilizada como forma de ingresso nas faculdades do país.

A pontuação do exame substitui os processos de vestibular tradicional das universidades de Portugal que firmaram os acordos com o MEC. Entretanto, o programa não garante bolsa de estudos e nem custeamento das despesas estudantis.

7. Ciências sem Fronteiras

Quem ainda deseja estudar no exterior, mas não tem condições de arcar com os custos totais, existe o programa Ciência sem Fronteiras. Para ser classificado no benefício, o estudante precisa ter bom desempenho acadêmico, domínio da língua estrangeira do país de destino e ter obtido uma pontuação no Enem maior que 600 pontos.

Como o período entre a saída do ensino médio, a escolha da profissão e o ingresso em uma instituição de ensino superior costuma ser bastante estressante para os jovens, os pais e responsáveis precisam cuidar para que as ansiedades não agravem ainda mais a situação. Também é muito importante estar atento às possibilidades oferecidas a partir da realização da prova e saber onde usar a nota do Enem.

Além dos meios que citamos ao longo deste conteúdo, aqueles que não conseguiram concluir o ensino médio — seja qual for motivo — podem conseguir o certificado de conclusão por meio desse exame. O estudante precisa ter, pelo menos, 18 anos e informar a opção no momento da inscrição.

A emissão do diploma só é feita se o candidato conseguir fazer mais de 500 pontos na redação e o mínimo de 450 pontos em cada área do conhecimento — Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Linguagens e Matemática.

Agora que você já sabe como usar a nota do Enem para garantir um futuro brilhante para seus filhos, siga nosso perfil no Facebook e no Twitter e não perca nenhuma notícia sobre o tema!

Centro Educacional Logos
Autor

Tudo que você precisa saber sobre educação de qualidade para construir um futuro melhor.

Escreva um comentário

WhatsApp
Compartilhar
Twittar
Email