No processo de aprendizagem, a simulação pode ser um método muito útil, além de ajudá-lo a entender o que você precisa aprender e a entender o conteúdo da prova.

Sabendo da importância disso, separamos algumas dicas para ajudá-lo a dominar os simulados e ter um bom desempenho em qualquer prova.

Boa leitura!

Por que o simulado pode ajudá-lo?

O simulado é uma ferramenta de aprendizagem muito eficaz. Sua aparência proporciona comodidade aos alunos e uma nova forma de se preparar para as provas.

Além de livros, vídeos e cursos, essas simulações são cada vez mais utilizadas na rotina das pessoas que se preparam para provas escolares, vestibulares e inclusive o ENEM.

Se você ainda não tem certeza se o simulado o ajudará a se preparar bem, separamos quatro razões para motivá-lo a incorporá-lo em sua rotina de aprendizagem.

Vamos lá!

Ele simula!

Você pode imaginar saber o que está na prova antes que ela aconteça? Bem, este é o propósito do simulado!

A prática de conduzir esses testes pode mostrar possíveis problemas que surgirão nas provas. Portanto, os simulados ajudam você a não cair na famosa “pegadinha”.

Ajuda a superar a pressão para a prova

Embora, o simulado possa ser confiável, é recomendado que o tempo de execução seja o mesmo da situação real.

Desta forma, você saberá aproveitar melhor esse precioso tempo e terá mais tranquilidade ao longo da execução da prova.

Ajuda a desenvolver e testar estratégias

Com o tempo, você encontrará pontos para melhorias e também poderá testar quantas vezes precisar.

O desenvolvimento de uma estratégia para um bom desempenho na prova pode ajudar a aumentar a confiança e eliminar a tensão.

Orienta seu aprendizado

Uma das características do simulado é fazer perguntas com base nas evidências ocorridas e até mesmo explicar em alguns casos. Dessa forma, pode orientar seu aprendizado e focar nos conhecimentos mais difíceis para você.

Fixa o conteúdo

Além disso, assim como qualquer atividade que requer atenção total do aluno (envolvendo a informação de que ele tem trabalhado muito na aula), as atividades de simulado também ajudam a fixar o conteúdo.

Exposição à diversidade de conteúdo

Do ponto de vista emocional, os simulados são muito diferentes dos exames normais, ou seja, os alunos precisam aprender a resolver vários problemas diferentes ao mesmo tempo – situação que ele enfrentará no exame ou vestibular.

Esses testes contínuos permitem que os alunos aprendam a lidar com essa situação e a reduzir a ansiedade e a tensão, características do momento de preparação para a prova.

Ajuda a entender seus pontos fortes e fracos

Por meio da simulação, os alunos podem desenvolver estratégias psicológicas de como resolver esse e outros tipos de situações.

Por exemplo, com o simulado ele vai descobrir se é mais interessante gastar a energia inicial na resolução de problemas e áreas de conhecimento que ele tem maior afinidade e acha mais fácil, ou é melhor iniciar com as que ele tem mais dificuldades.

Dessa forma, o simulado é uma excelente oportunidade para os alunos entenderem seus pontos fracos e fortes.

Normalmente, ao resolver um teste específico, o aluno achará fácil resolver o problema, mas ao se deparar com uma série de problemas de diferentes áreas, as informações ficarão confusas, o que pode comprometer seu resultado final.

Complemente sua leitura com o texto “Dicas para aumentar a sua confiança para o vestibular”, clicando aqui.

Escreva um comentário