Uma das grandes preocupações dos pais refere-se à educação e à qualidade de ensino que os seus filhos receberão ao longo do seu período estudantil. Devido às diferentes linhas educacionais, recursos e teorias relacionados ao processo de aprendizagem dos jovens, muitos ainda não sabem como escolher uma escola que seja ideal para a formação de bons cidadãos. 

Mais do que apenas preocupar-se com os níveis de exigência em relação à dificuldade dos estudos, é preciso ter em mente que, na concepção moderna, o papel da escola é dar aos estudantes ferramentas para compreender, assimilar, criticar e fazer avançar os conhecimentos acumulados pela humanidade. 

Desenvolver pessoas bem informadas, críticas (no lado positivo da palavra) e reflexivas é fundamental para o sucesso individual. Portanto, quanto mais os seus filhos adquirirem essas capacidades, melhor será para eles e para a sociedade como um todo. 

Neste conteúdo, apresentaremos sete dicas sobre como escolher uma escola para os seus filhos. Se quiser saber quais são pontos de atenção, não perca essa leitura em hipótese alguma. Confira!  

1. Fazer uma lista de instituições

O primeiro passo é fazer uma lista com as instituições candidatas à sua escolha. Aqui, obtenha pelo menos as informações básicas, verificando o site e as redes sociais de cada uma delas.

Isso é importante para que você possa fazer uma seleção primária. Entretanto, não pare por aí. Busque opiniões de fora e referências em seu meio de convívio. Nesse sentido, converse com outros pais sobre a escola dos seus filhos, procurando saber como é o ambiente, as aulas, se eles estão contentes com o aprendizado deles, etc. 

2. Visitar as escolas

Uma vez que você já tem uma lista com as escolas a escolher, visite-as a fim de conhecer os aspectos relacionados à estrutura. Como regra geral, seus ambientes devem ser limpos e organizados, e as salas bem iluminadas e com ar-condicionado. 

Verifique se os espaços são interativos e se há:

  • cantina ou lanchonete;
  • biblioteca;
  • laboratórios;
  • salas de informática.  

Não se esqueça de dar uma olhadinha nos banheiros e de averiguar a questão da segurança dos alunos. Cabe salientar que um bom espaço físico não é o suficiente para garantir uma boa educação. Para que isso seja de fato possível, é preciso ter instalações minimamente adequadas. 

3. Analisar a metodologia de ensino 

Aperfeiçoar suas relações sociais e proporcionar atividades que preencham o dia a dia dos filhos: alguns pais acreditam que esses são os motivos principais por colocá-los na escola. 

Porém, para que esse pensamento faça sentido, o vínculo dos jovens com a escola deve ser muito maior. É nesse ponto que entra em cena a metodologia de ensino, que nada mais é do que uma espécie de diretriz pela qual a instituição ajudará no desenvolvimento integral dos seus estudantes, incluindo os tipos de atividades adotadas e de que forma elas contribuirão para um melhor aprendizado. 

Os pais precisam saber, então, qual é a metodologia que a escola aplica no seu ensino. Nesse contexto, veja:

  • se ela leciona por temas;
  • como são cobradas as lições (na casa ou no próprio ambiente escolar);
  • se realiza passeios e atividades externas;
  • se incentiva a leitura;
  • como trabalha as dificuldades do aluno;
  • se incentiva as habilidades do estudante;
  • qual a preocupação com o desenvolvimento emocional das crianças;
  • entre outros.

4. Informar-se sobre a formação dos docentes

Tão importante quanto, é conhecer a formação dos docentes, averiguando quais são as suas competências e de que modo eles se mantêm atualizados. Professores e assistentes verdadeiramente capacitados são um sinal evidente do que corresponde à qualidade da escola.

Afinal, são os educadores que se responsabilizam pelo cotidiano das aulas e estão constantemente em contato com os alunos. Por essa razão, nas conversas iniciais com os diretores e coordenadores, é válido questioná-los a respeito dessa questão.

Não escolha nenhuma escola que não passe a segurança de que os seus filhos estarão em boas mãos. Em outras palavras, é preciso ter a certeza de que eles serão orientados por pessoas que realmente sabem o que estão fazendo.   

5. Avaliar as formas de comunicação

Outra dica que não poderia ficar de fora deste artigo sobre como escolher uma escola é a avaliação das formas de comunicação. Como ela se comunica com os responsáveis pelo jovem? Que canais são utilizados para informar as famílias? Qual a frequência das reuniões e dos encontros de pais? 

Todas essas perguntas devem ser respondidas, já que a qualidade da comunicação é de extrema importância para deixá-los a par de tudo o que acontece, resolver problemas e receber sugestões. 

6. Considerar os valores da instituição

Para que se faça uma escolha adequada ao que se busca para o desenvolvimento dos filhos, é necessário considerar os valores da instituição. O ideal é que eles sejam condizentes com os princípios e as concepções da família — algo essencial para que a parceria entre pais e escola funcione.  

Em vista disso, o recomendado é optar por aquela em que os ensinamentos se enquadrem nos seus preceitos familiares. Para ilustrar, pegaremos como exemplo uma família com fortes valores cristãos, que, nesse caso, deve dar preferência a uma escola que aplica a filosofia cristã. 

Dessa maneira, promove-se uma aprendizagem que seja a mais similar possível ao considerado crucial na criação dos filhos. 

7. Verificar horários e localização

Por último, verifique como a escola lida com os atrasos e como seria a rotina diária quanto aos horários. A sua localização também deve ser considerada, já que, quando localizada em uma região de difícil acesso (trânsito), pode dificultar a rotina da família

O ideal é escolher uma escola que não faça as crianças ficarem muito tempo no transporte escolar ou no carro: isso pode deixá-las cansadas e, consequentemente, atrapalhar o seu desempenho nos estudos. 

Para finalizar, lembre-se de optar por uma instituição cuja mensalidade possa ser ajustada ao seu padrão financeiro. Isto é, que caiba no seu bolso de modo a não prejudicar as finanças da família. 

Esperamos que você tenha gostado deste artigo sobre como escolher uma escola para os seus filhos. Se sim, deixe seu comentário aqui pra gente! 

 

Centro Educacional Logos
Autor

Tudo que você precisa saber sobre educação de qualidade para construir um futuro melhor.

Escreva um comentário

WhatsApp
Compartilhar
Twittar
Email