Embora seja necessário acompanhar as crianças em relação aos seus estudos, existe um momento em que se deve orientá-las a ser mais dependentes e responsáveis no que se refere às suas atividades escolares. No entanto, o que muitos pais ainda não sabem é como ensinar seu filho a estudar sozinho. 

Pois foi pensando exatamente nisso que preparamos este conteúdo! A observação a se fazer aqui diz respeito à importância de ajudar os pequenos estudantes a criar o hábito de “fazer por conta própria”. Depender dos pais para realizar as tarefas da escola é algo que deve ser evitado de todas as formas.   

Dito isso, apresentaremos a seguir 4 dicas sobre como ensinar seu filho a estudar sozinho. Continue a leitura e confira!

1. Ajudar a montar uma rotina de estudos

A primeira dica não poderia ser outra: ajude o seu filho a montar uma rotina de estudos. Isso é muito importante para que ele consiga organizar as suas responsabilidades escolares automaticamente, ou seja, sem a necessidade de ter que ser mandado a fazê-las. 

Uma ideia que, certamente, contribuirá nesse sentido é a criação de um cronograma, que nada mais é do que um calendário que indicará os dias e os horários da semana em que o seu filho deverá estar estudando.

Lembre-se, porém, que isso não deve ser imposto de maneira forçada, mas sim com o consenso da criança. Em outras palavras, dê a ela a oportunidade de participar dessa organização dos próprios estudos e horários. 

2. Auxiliar apenas quando for, realmente, necessário

A próxima dica é auxiliar o seu filho apenas quando houver mesmo necessidade. Isso significa que você deve orientá-lo somente nas tarefas que envolvem exercícios e matérias mais difíceis, em que um “empurrãozinho” é, de fato, necessário. Ainda assim, jamais faça a atividade por ele — caso contrário, você é que estará estudando, não ele.

No caso dos conteúdos mais fáceis, deixe-o se virar. Entenda que, se você estiver sempre por perto, estará indo na contramão de ensiná-lo a estudar sozinho.

3. Fornecer incentivos  

Tão relevante quanto o auxílio são os incentivos. Nesse caso, esclareça quais são os benefícios do estudo e crie estratégias mais lúdicas para facilitar o aprendizado — especialmente para as matérias que a criança demonstre menos interesse. 

Além disso, por que não oferecer algum tipo de recompensa pela realização das suas obrigações? Incentivos serão sempre bem-aceitos: a simples permissão para assistir à TV ou usar o computador até mais tarde nos finais de semana, por exemplo, já pode funcionar. 

4. Estimular o seu filho a explicar o que ele entendeu da matéria

A última dica deste artigo é estimular o seu filho a lhe explicar o que ele entendeu da matéria. Sim, é isso mesmo que você ouviu! Peça para que ele diga o que aprendeu com os estudos.

Essa estratégia é interessante por que a maioria das crianças gosta de mostrar o que sabe. Além disso, se você pedir ao seu filho explicações sobre um determinado conteúdo da escola, há boas chances de ele pesquisar sobre o tema unicamente para debatê-lo com você. Acredite! 

Por fim, depois de todas essas dicas sobre como ensinar seu filho a estudar sozinho, vale ressaltar: procure entender as necessidades de estudo dele. Nenhum aluno é igual; uns têm mais facilidades “aqui”, outros “ali”, e assim por diante. O mesmo acontece com as dificuldades e o tempo de assimilação das matérias. Então, preste atenção nisso!

E aí, gostou do que viu neste post? Então, não deixe de conferir também qual é a importância do diálogo entre pais e filhos!

Autor

Tudo que você precisa saber sobre educação de qualidade para construir um futuro melhor.

Escreva um comentário